Pagina Principal
A importância de uma Redação
O texto dissertativo
Dicas para Escrever
Coesão e Coerência
Regras de Pontuação
Os Erros mais Comuns
Pequenos Segredos
Plural dos Substantivos
Descrição e Definição
Descrição Sensorial
Dissertação
Nova Ortografia
Redação Pernóstica
 

COMO EVITAR A REDAÇÃO PERNÓSTICA

Pessoas que escrevem pernosticamente (de modo pedante) e tentam “ganhar conceito” com o discurso de difícil entendimento, fazendo uso de palavras que não dizem absolutamente nada. Listamos algumas “pérolas” desses sofistas. Observe que podemos interligá-las aleatoriamente e elas continuarão sem função no texto:

COLUNA 1  COLUNA 2 COLUNA 3
Programação Funcional Sistemática
Estratégia Operacional Integrada
Mobilidade Dimensional Equilibrada
Planificação Transacional Totalizada
Dinâmica Estrutural Inusitada
Flexibilidade Global Balanceada
Implementação Direcional Coordenada
Instrumentação Opcional Combinada
Retroação Central Estabilizada
Projeção  Logística Paralela

Sempre que for possível ao estilo de texto que você está produzindo, prefira empregar palavras curtas:

PREFIRA EM LUGAR DE  PREFIRA EM LUGAR DE
saliente protuberante  igualar emparelhar
certo indubitável primeiro primeiramente
ajudar assistir sinal indício de
uso aplicação pedir  solicitar
acerca concernente a revolta insubordinação
assim conseqüentemente em parte parcialmente
muito consideravelmente é  representa
acordo consonância impedir obstaculizar
exceto  excetuando depois posteriormente
envio encaminhamento usar utilizar
livre desembaraçado guias diretrizes


Redação 1 Semana + Enem Power - De: 12xR$119,90 Por: 12xR$15,90 (Código: DESCO1PWR-18)

“PÉROLAS” DO PORTUGUÊS

1. Acordo amigável
Não. Existe acordo “litigioso”, assim como não existe hepatite do fígado e pomar de frutas…

2. História e história
História é o nome da disciplina, história é ciência que cuida dos fatos ocorridos ao longo to tempo.

3. O estudo “premeia” a cultura?
Não. O verbo premiar, conjugado, segue como os verbos mediar, ansiar, remediar, incendiar e odiar. Eu premio, tú premias, ele premia, nós premiamos, vós premiais, eles premiam.

4. Precisam-se de secretários?
Não. Se há preposição entre o verbo e o elemento no plural, o verbo fica no singular. Então: Precisa-se de secretários, Assiste-se a bons filmes em casa, Acabou-se com as brigas, Chegaram os turistas;trata-se de poloneses.

5. Aluga-se apartamentos?
Não, pois não existe a preposição junto aos verbos. Então: Alugam-se apartamentos. Oferecem-se vantagens. Vendem-se casas. Compram-se terrenos. Dão-se aulas particulares de português.

6. Um motorista pode dormir no volante?
Não. Ele dorme ao volante.

7. Acordei-me cedo e fui pra certo. Certo? Errado. Ninguém “se acorda”, como ninguém “se levanta” . E “vai pra (para + a) praia” dá idéia de ficar, permanecer na praia. Ir à praia dá idéia de retorno, de volta.

8. Preço pode ser caro ou barato?
Não. O preço é alto ou baixo, o produto é caro ou barato. Assim, o preço da gasolina está alto. O combustível está caro.

9. A água é saloba?
Não. A água pode ser salobra.

10. TV a cores é correto?
Não. Tv em cores, assim como não existe TV a preto e branco.

11. Para dizer 2,3% é correto: dois ponto três por cento?
Não. O correto é dois vírgula três por cento.

12. Sou aficcionada por português?
Não. Sou aficionada por português.

13. Posso ter uma sósia?
Não. Posso ter um sósia, que é nome sobrecomum, assim como indivíduo, sujeito e ídolo, sempre no masculio.

14. Posso jantar às zero horas?
Não. Podemos jantar à zero hora. Assim como, zero grau centígrado ou zero grau Celsius.

15. Posso abrir um parênteses?
Não. Poderia abrir um parêntese. Ninguém come um pastéis…

16. Existe alguma coisa relacionada a outra?
Não. Existem coisas relacionadas com outras.

17. Existe Raio X?
Não. O que o físico alemão descobriu não foi raio nenhum, foram os raios X.

18. De um modo geral?
Não. De modo geral, de maneira geral, de forma geral….

19. Já são meia-noite?
Nem pensar. No máximo já é meia-noite…

20. É proibido entrada?
Não. O correto é: É proibida a entrada. Usando o artigo, o adjetivo varia, não usando o artigo o adjetivo torna-se invariável: É proibido permanência neste local.

21. Uma pessoa é magérrima?
Não. O correto é macérrima. Magérrima sobre a influência do “g” de magro.

22. Existe febre alta? Nem baixa. A temperatura do corpo é que fica alta ou baixa; a febre é intensa, amena. E ninguém tem muita ou pouca febre, pois febre não se mede.

23. É correto “face a” ? Não. Em face do exposto, peço a condenação do réu. Em face da necessidade de apoio administrativo, precisamos de secretárias.

24. Estou pasmo?
Não. Fiquei pasmo. Ninguém está espantado, mas fica espantado.

25. Existe doceria?
Não. Existe doçaria.

26. Posso pregar selo no envelope.
Nem pense nisto. O correto é pegar selo no envelope.

25. Você poderia repetir tudo, outra vez?
Não. Eu poderia repetir. Não há redundância, contudo, repetir três vezes, quatro vezes. Duas vezes, nunca.

27. Greve implica em demissões?
Não. Greve implica demissões. Implicar é verbo transitivo direto.

28. Tenho ganhado prêmios ou tenho ganho prêmios.
Tanto faz: com os verbos Ter e haver, use ganhado ou ganho, indiferentemente. Da mesma forma: tenho gastado (ou gasto), tenho pagado (ou pago), tenho limpado (ou limpo).