Plural dos substantivos compostos

Para se pluralizar um substantivo composto, os elementos que o formam devem ser analisados individualmente. Por exemplo, o substantivo composto couve-flor é composto por dois substantivos pluralizáveis, portanto seu plural será couves-flores; já o substantivo composto beija-flor é composto por um verbo, que é invariável, quanto à pluralização, e um substantivo pluralizável, portanto seu plural será beija-flores. Estudemos, então, os elementos que formam um substantivo composto e sua respectiva pluralização.



São elementos pluralizáveis, portanto, quando formarem um substativo composto, normalmente irão para o plural.

Ex.

- aluno-mestre = alunos-mestres
- erva-doce = ervas-doces
- alto-relevo = altos-relevos
- gentil-homem = gentis-homens
- segunda-feira = segundas-feiras
- cachorro-quente = cachorros-quentes


Redação 1 Semana + Enem Power - De: 12xR$119,90 Por: 12xR$15,90 (Código: DESCO1PWR-18)




Alguns pronomes admitem plural; outros, não. Por exemplo, os pronomes possessivos são pluralizáveis (meu - meus; nosso - nossos), mas os pronomes indefinidos, não (ninguém, tudo). Na formação de um substantivo composto o mesmo ocorre.

Ex.

- padre-nosso = padres-nossos
- Zé-ninguém = Zés-ninguém



São elementos invariáveis, em relação à pluralização, portanto, quando formarem um substantivo composto, ficarão invariáveis.

Ex.

- pica-pau = pica-paus
- beija-flor = beija-flores
- alto-falante = alto-falantes
- abaixo-assinado = abaixo-assinados
- salve-rainha = salve-rainhas
- ave-maria = ave-marias
- Casos especiais



Como vimos anteriormente, ambos irão para o plural, porém, quando o último elemento estiver indicando tipo ou finalidade do primeiro, somente este irá para o plural.

Ex.

- banana-maçã = bananas-maçã
- navio-escola = navios-escola
- salário-desemprego = salários-desemprego

Cuidado: laranjas-baianas e salários-mínimos, pois é a soma de substantivo com adjetivo.



A) Se o segundo elemento for uma preposição, só o primeiro irá para o plural.

Ex.

- pé-de-moleque = pés-de-moleque
- pimenta-do-reino = pimentas-do-reino
- mula-sem-cabeça = mulas-sem-cabeça

Cuidado: Se o primeiro elemento for invariável, o substantivo todo ficará invariável.
P. Ex. fora-da-lei, fora-de-série.

B) Se o segundo elemento não for uma preposição, só o último irá para o plural.

Ex.

- bem-te-vi = bem-te-vis
- bem-me-quer = bem-me-queres



A) Se os verbos forem iguais, alguns gramáticos admitem ambos no plural, outros, somente o último.

Ex.

- corre-corre = corres-corres ou corre-corres.
- pisca-pisca = piscas-piscas ou pisca-piscas
- lambe-lambe = lambes-lambes ou lambe-lambes

B) Se os verbos possuírem significação oposta, ficam invariáveis.

Ex.

- o leva-e-traz = os leva-e-traz
- o ganha-perde = os ganha-perde



Quando o substantivo for formado por palavras repetidas ou for uma onomatopéia, somente o último irá para o plural.

Ex.

- tico-tico = tico-ticos
- tique-taque = tique-taques
- lero-lero = lero-leros
- pingue-pongue = pingue-pongues



A) Formando uma pessoa:

Ambos irão para o plural.

Ex.

- guarda-urbano = guardas-urbanos
- guarda-noturno = guardas-noturnos
- guarda-florestal = guardas-florestais
- guarda-mirim = guardas-mirins

B) Formando um objeto:

Somente o último irá para o plural.

Ex.

- guarda-pó = guarda-pós
- guarda-chuva = guarda-chuvas
- guarda-roupa = guarda-roupas
- guarda-sol = guarda-sóis

C) Sendo o segundo elemento invariável ou já surgindo no plural:

Ficam invariáveis.
O mesmo acontece com os substantivos iniciados por porta.

Ex.

- o guarda-costas = os guarda-costas
- o guarda-volumes = os guarda-volumes
- o porta-jóias = os porta-jóias
- o porta-malas = os porta-malas  

Substantivos que admitem mais de um plural 

- fruta-pão = frutas-pães, fruta-pães, frutas-pão,
- guarda-marinha = guardas-marinhas, guarda-marinhas
- padre-nosso = padres-nossos, padre-nossos
- terra-nova = terras-novas, terra-novas
- salvo-conduto = salvos-condutos, salvo-condutos
- xeque-mate = xeques-mates, xeque-mates.
- chá-mate = chás-mates, chás-mate